Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

No início deste mês o governo federal lançou o programa ‘Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social em parceria com o Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e outras entidades. A ideia é levar qualidade de vida às pessoas idosas e promover o envelhecimento saudável e ativo, em parceria com estados e municípios.

Por que Balneário?

No ano passado, durante o Fórum Mundial da Pessoa Idosa em Porto Alegre, Balneário Camboriú foi reconhecida como ‘modelo’ no tratamento de idosos no Brasil e por isso ganhou o direito de sediar a capacitação do programa nacional para os três estados do sul, no próximo dia 9, no Teatro Municipal Bruno Nitz.

“Desde o Fórum Mundial e também porque a Organização Mundial da Saúde fica monitorando nossas ações, Balneário Camboriú tornou-se referência no cuidado ao idoso, na promoção e vida saudável e ativa, que é exatamente o que o programa nacional quer fazer em todo o país”, disse a secretária da Pessoa Idosa de Balneário, Christina Barichello.

Quem vem

O evento que inicia às 8h com palestra do prefeito Fabrício de Oliveira, concentrará representações de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná (secretários de Estado de Assistência Social dos três estados).

Também estarão participando desta capacitação vários órgãos importantes, como o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, a Organização Pan-Americana da Saúde, a Organização Mundial da Saúde, o Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, o Conselho Estadual do Idoso de SC, o MPSC (representado pelo dr. Rosan da Rocha), o secretário nacional da Promoção do Desenvolvimento Humano (que falará sobre o tema ‘Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa) e a secretária da Pessoa Idosa de Balneário, Christina Barichello.

O Programa

O principal público da Estratégia são os idosos que fazem parte do Cadastro Único do Governo Federal para programas sociais. A proposta é atingir os 6 milhões de idosos no cadastro. O Brasil tem atualmente 29,6 milhões de idosos, sendo que seis milhões deles estão no Cadastro Único.

“Até 2025 teremos mais idosos que jovens no Brasil. A intenção do programa é prioritariamente atingir esses seis milhões que estão no Cadastro Único, por isso estados e municipios precisam aderir à Estratégia e assumir esse compromisso de garantir os direitos desta população”, salientou Christina.