Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Em Bonito, congresso reuniu mil pessoas

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Balneário Camboriú e Camboriú (Sindilojas), Hélio Dagnoni, apresentou a candidatura de Balneário Camboriú durante o 34º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais do Comércio de Bens, Serviço e Turismo, realizado semana passada em Bonito, no interior do Mato Grosso do Sul. No próximo ano, o congresso será realizado em Fortaleza.

“Ofereci Balneário Camboriú para sediar a 36ª edição do Congresso em 2020 e todos votaram a favor. É impressionante a repercussão no momento da votação. Todos que estavam lá querem vir para cá. Até palestrantes já se ofereceram”, disse Dagnoni.

Em agosto será realizada em Balneário a primeira reunião preparatória para planejar o congresso.

“Nesta reunião vamos discutir primeiro o congresso de Bonito, onde o foco principal foi a reforma trabalhista. Depois iremos debater o próximo congresso em Fortaleza ano que vem e por último, planejar o congresso em Balneário em 2020, quando devo levar todos os participantes para conhecer o Centro de Eventos”, adiantou o dirigente sindical.

Nesta ocasião, ele vai sugerir que seja votada uma cidade opcional, caso o Centro de Eventos não esteja totalmente concluído para uso.

“Estamos perdendo muito dinheiro, porque ele já era para estar pronto. De qualquer modo acreditamos que até lá ele estará funcionando. Mas para um evento daqui a dois anos, como é o caso do nosso congresso, com quem vamos negociar para reservar o espaço desde já? Isso tudo precisa ser feito com grande antecedência e por enquanto ainda nem sabemos quem vai administrar o local”, colocou Dagnoni.

Ele acredita que o congresso nacional poderá trazer seis mil pessoas para Balneário. E lembrou de outro congresso nacional, o dos contabilistas, já anunciado ano passado, para trazer oito mil pessoas.

“Já são dois eventos grandes. No momento acredito que o foco deve ser concluir esta obra. Depois, virá a segunda etapa, que são as obras de entorno. Nada impede que os eventos sejam realizados antes que estas obras de entorno sejam concluídas”, argumentou o presidente sindical.

Dagnoni com o vice da Fecomércio/SC, Celio Spagnolli, em Bonito

 

Fonte: Página 3