A partir desta quarta-feira (10), o Auditório Ulisses Guimarães – no prédio da Prefeitura de Camboriú – passa a sediar a exposição inédita “História do som e da imagem”. O horário de visitação será de segunda a sexta-feira, das 13 às 17 horas, até o dia 31 de janeiro.

Organizada pela Fundação Cultural do município, a exposição reúne mais de cem peças que traçam a evolução do som e da imagem nos últimos séculos, como discos de carvão e metal, vitrolas, câmeras fotográficas, fonográficas e audiovisuais variadas.

O prefeito Elcio Rogério Kuhnen acredita que, além de valorizar o acervo do musicista Jota César – nativo de Blumenau e morador camboriuense que cedeu as peças para a exposição –, a mostra gratuita e aberta ao público torna acessível o conhecimento sobre a evolução da história da mídia.

“É uma satisfação abrir as portas da Prefeitura para difundir conhecimento. Nosso município ainda não possui museus, mas é muito rico em cultura. Essa exposição é uma iniciativa para compartilhar a história da evolução do som e da imagem e proporcionar novas experiências de aprendizado para os visitantes, que esperamos que sejam muitos”, comenta Elcio.

Dentre os itens que fazem parte da exposição, está um fonógrafo, inventado por Thomas Edison, de 1888; um gramofone de 1900; negativos de vidro; a menor câmera fotográfica com filme de rolo do mundo, usada durante a segunda guerra mundial nas décadas de 30 e 40; filmadoras de corda; fotografias, móveis e outros objetos variados.

Fonte: Prefeitura de Camboriú

Share This