Estaleiro, a melhor para surfar

Uma paisagem deslumbrante como a das outras praias agrestes, porém não é indicada para banho. Praia de tombo, com ondas fortes, exige conhecimento para mergulhar ou nadar.

O surf é frequente, principalmente no canto direito da praia, mas há localismo: as ondas quebram sempre no mesmo lugar e três ou quatro surfistas na água já representa lotação máxima.

Vale a caminhada na areia e nos costões, sempre com muita atenção aos escorregões e se mantendo nas pedras que estiverem totalmente secas. A vista é compensadora.

Do lado esquerdo da praia existe uma casinha de pescadores, que ainda mantém a tradição da pesca artesanal. Ao longo da praia também se encontra a pesca de arremesso. Ainda há muitas famílias nativas morando no bairro.

Nesse trecho da Avenida Interpraias vale destacar o tradicional Bar do Valdir, com sinuca e cerveja gelada; o restaurante Recanto do Estaleiro, com feijoada aos sábados; e a Achados do Brasil, conceituada loja de artesanato, com peças escolhidas a dedo pelos proprietários.

Há diversas pousadas. Não há banheiros públicos, apenas nos restaurantes que funcionam no meio da praia, próximos ao único posto salva-vidas, que só é ativado no verão. De todos na beira mar o único que se mantém fora de temporada é o Batuque na Cozinha.

É preciso ficar atento à segurança, principalmente com os carros estacionados.