Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Fernanda Young, Mario Prata, Luís Henrique Pellanda, Reinaldo Moraes

(DANI SISNANDES/JP3) – Até o domingo, dia 7, a praia vai respirar literatura, graças à 3ª Feira do Livro de Balneário Camboriú, na Praça Higino Pio. Em paralelo, a Biblioteca Machado de Assis comemora seu cinquentenário com programação especial entre os dias 1º e 15 de outubro. Tudo com entrada franca.

Além dos estandes com venda de exemplares, a programação da Feira do Livro traz bate-papo com escritores, contações de histórias e mais. Entre os convidados estão os escritores: Fernanda Young, Mario Prata, Luís Henrique Pellanda, Reinaldo Moraes, Gelson Bini, entre outros.

O curador da feira, Carlos Henrique Schroeder, conversou com o Página 3 sobre a importância dos encontros com autores:

JP3 – Quando falamos em feira do livro, a primeira coisa que vem à cabeça é a venda de publicações, livros com desconto, enfim…mas na verdade é muito mais que isso. Fale um pouco sobre a importância dos encontros com escritores e como essa programação “paralela” influencia na construção de uma relação das pessoas com a literatura.

Schroeder – O formato feira do livro que visa apenas a comercialização de obras, assim como a da biblioteca que apenas empresta livros, é ultrapassado e unilateral. É preciso democratizar o acesso ao livro, à leitura, aos autores, mostrar que a literatura está em toda parte: na letra da música, no roteiro do filme, da peça de teatro, na novela e na série da televisão, e até nas histórias que contamos diariamente sobre as coisas que acontecem conosco (que seguem estruturas linguísticas e literárias herdadas das grandes histórias). Enfim, estamos cercados de literatura, de histórias. E uma feira do livro precisa mostrar isso, para não ser apenas uma mostra de livros. Uma feira precisa deixar um capital simbólico e real para a cidade, ampliar horizontes dos visitantes, e é a programação que faz isto. Por isso é importante mesclar atrações nacionais, estaduais e regionais, para forçar uma troca. A feira também vai comemorar o cinquentenário da Biblioteca Pública Machado de Assis, com palestras diárias lá, e duas mostras literárias.

Um evento desse porte só é possível com o envolvimento público e privado, e, claro, assessoria profissional. A Miriam de Almeida, do grupo Procave, encabeçou o projeto, e fomos contemplados pelo edital de apoio a eventos da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, o que realmente impulsionou o projeto.

JP3 – Pensando nisso, como foi estruturada a programação da Feira do Livro de Balneário? O que vocês levaram em consideração na hora de definir os convidados?

Schroeder – Balneário Camboriú é uma cidade litorânea e turística. Procuramos uma programação que não refletisse os estereótipos mais comuns à cidade. Mas sim trouxesse um contraponto, pontos de divergência, pois é aí que nasce o diálogo, as ideias re expandem. O Luís Pellanda, um dos grandes cronistas brasileiros, sempre investigou a urbanidade de Curitiba, que tal um olhar para o urbano da cidade de Balneário Camboriú? Afinal, temos mais concreto do que areia na cidade de Balneário Camboriú. A sempre polêmica Fernanda Young vem falar sobre liberdade, justamente no momento em que o país vive sua maior onda conservadora. O Mário Prata, jornalista e autor de novelas e de livros que figuraram entre os mais vendidos do país, usa o humor como uma saída para o caos. O espetáculo de poesia falada do Hang Ferrero tem o preconceito como tema central, e o debate com a Isadora Krieger parte do filósofo contemporâneo mais importante, o Sloterdjik, para pensar no conceito de “esfera”. O Reinaldo Moraes tem as teclas mais afiadas da literatura brasileira, e os guias de leitura com o Gelson Bini propõem um novo formato para a mediação de leitura. Uma feira que se enquadra bem no conceito de “palavra expandida”.

JP3 – Como você como curador e escritor avalia o atual momento no consumo e produção de literatura do Brasil?

Schroeder – O consumo está estagnado, por uma série de razões, mas a produção vive um grande momento qualitativo, de todos os gêneros literários. Novas vozes da poesia, conto, romance e dramaturgia surgem todos os anos. É quase impossível acompanhar tudo, mas eu tento.

JP3 – Já podemos adiantar detalhes de como será a estrutura do local onde haverá os encontros com autores?

Schroeder – Tendas piramidais instaladas na Praça Higino Pio abrigarão diversos estandes, e um auditório. Com livros para todos os gostos e bolsos. Um dos estandes, inclusive, venderá três livros ao preço total de R$ 10,00. E o auditório terá palestras pela manhã, tarde e noite. Espero que a comunidade prestigie e valorize, de verdade.


A realização da Feira do Livro é da produtora cultural e escritora Miriam Almeida e conta com recursos da Fundação Cultural através de edital de promoção de eventos.

Confira a programação completa:

Programação realizada na Praça Higino Pio:

2 de outubro de 2018 – Terça-feira

10h – Início das atividades

10h15min – Guia de leitura: Contos de assombro, com Gelson Bini (Niterói/RJ)

Palestra-espetáculo voltada ao público infanto e juvenil. A atividade tem a proposta de formar novos leitores e promover a leitura de estórias fantásticas de autores consagrados como Edgar Allan Poe, Guy de Maupassant, H.P.Lovecraft, Murilo Rubião e Monteiro Lobato, pelo viés do suspense, do estranhamento e do inacreditável. Público recomendado: ​Alunos das séries finais do ensino fundamental II (7º, 8º e 9º anos) e ensino médio.

14h15min – Guia de leitura: Histórias para encantar, com Gelson Bini (Niterói/RJ)

A palestra-espetáculo “Guia de Leitura: histórias para encantar” tem a proposta de apresentar ao público ouvinte inúmeros contos infantis – dos clássicos aos contemporâneos – e lendas brasileiras, adaptados às narrativas da oralidade, promovendo uma viagem lúdica e de autoconhecimento, perpassando por culturas de diversos países. Público recomendado: ​Alunos da educação infantil (séries finais – jardim), ensino fundamental I e fundamental II (séries iniciais – 5º, 6º e 7º anos).

19h20min – Performance poética com Hang Ferrero (Itajaí/SC) e DJ Nilson Cwb (Itajaí/SC)

A performance coloca a poesia no lugar que lhe é mérito; para ressignificá-la como ferramenta de discussão para as mazelas sociais que enfrentamos no dia a dia. Amor no sentido amplo, poesia no sentido amplo. Com o poeta Hang Ferrero à frente das intervenções da oralidade e o DJ Nilson CWB no comando da direção musical. Público recomendado: ​acima de 14 anos.

22h – Término das atividades

3 de outubro de 2018 – Quarta-feira

10h – Início das atividades

10h15min – Guia de leitura: Histórias para encantar, com Gelson Bini (Niterói/RJ)

A palestra-espetáculo “Guia de Leitura: histórias para encantar” tem a proposta de apresentar ao público ouvinte inúmeros contos infantis – dos clássicos aos contemporâneos – e lendas brasileiras, adaptados às narrativas da oralidade, promovendo uma viagem lúdica e de autoconhecimento, perpassando por culturas de diversos países. Público recomendado: ​Alunos da educação infantil (séries finais – jardim), ensino fundamental I e fundamental II (séries iniciais – 5º, 6º e7º anos).

14h15min – Guia de leitura: Contos de assombro, com Gelson Bini (Niterói/RJ)

Palestra-espetáculo voltada ao público infanto e juvenil. A atividade tem a proposta de formar novos leitores e promover a leitura de estórias fantásticas de autores consagrados como Edgar Allan Poe, Guy de Maupassant, H.P.Lovecraft, Murilo Rubiãoe Monteiro Lobato, pelo viés do suspense, do estranhamento e do inacreditável.

19h30min – Meus textos, minhas mídias, com Mario Prata (MG).

Uma conversa sobre escrever para teatro, televisão, cinema e literatura, com um dos mais versáteis escritores brasileiros. Autor de novelas que marcaram época na televisão brasileira, como “Estúpido Cupido” (1976) e “Bang Bang” (2005), e de sucessos de crítica e público no teatro, como “Fábrica de Chocolate” (1979) e “Besame Mucho” (1982), Prata também foi um frequentador habitual da lista dos autores mais vendidos da literatura brasileira contemporânea, com títulos como “Schifaizfavoire – Dicionário de Português” (1994), “Diário de um Magro” (1997), “Minhas Mulheres e Meus Homens” (1998) e “Purgatório” (2007). Público recomendado: ​acima de 14 anos.

22h – Término das atividades

4 de outubro de 2018 – Quinta-feira

10h – Início das atividades

10h15min – Guia de leitura: Contos de assombro, com Gelson Bini (Niterói/RJ)

Palestra-espetáculo voltada ao público infanto e juvenil. A atividade tem a proposta de formar novos leitores e promover a leitura deestórias fantásticas de autores consagrados como Edgar Allan Poe, Guy de Maupassant, H.P.Lovecraft, Murilo Rubiãoe Monteiro Lobato, pelo viés do suspense, do estranhamento e do inacreditável.Público recomendado: ​Alunos das séries finais do ensino fundamental II (7º, 8º e 9º anos) e ensino médio.

14h15min – Guia de leitura: Histórias para encantar, com Gelson Bini (Niterói/RJ)

A palestra-espetáculo “Guia de Leitura: histórias para encantar” tem a proposta de apresentar ao público ouvinte inúmeros contos infantis – dos clássicos aos contemporâneos – e lendas brasileiras, adaptados às narrativas da oralidade, promovendo uma viagem lúdica e de autoconhecimento, perpassando por culturas de diversos países. Público recomendado: ​Alunos da educação infantil (séries finais – jardim), ensino fundamental I e fundamental II (séries iniciais – 5º, 6º e 7º anos).

19h30min – Esferas, mitos e corações, com Isadora Krieger (SC)

Um bate-papo sobre escrita, mitologia e ocultismo com a poeta e prosadora Isadora Krieger, um dos grandes talentos da nova geração de escritoras catarinenses. Publicou o livro “O wi-fi da igreja é muito fraco”, o romance “Memória da Bananeira” e o livro de poemas “O Gosto da Cabeça”. Realizou oficinas de escrita em São Paulo, São Carlos, Belo Horizonte e Balneário Camboriú. Público recomendado: ​acima de 14 anos.

20h15min – Lançamento do livro “Explorações cardiomitológicas” de Isadora Krieger

22h – Término das atividades

5 de outubro de 2018 – Sexta-feira

10h – Início das atividades

10h15min – Guia de leitura: Histórias para encantar, com Gelson Bini (Niterói/RJ)

A palestra-espetáculo “Guia de Leitura: histórias para encantar” tem a proposta de apresentar ao público ouvinte inúmeros contos infantis – dos clássicos aos contemporâneos – e lendas brasileiras, adaptados às narrativas da oralidade, promovendo uma viagem lúdica e de autoconhecimento, perpassando por culturas de diversos países. Público recomendado: ​Alunos da educação infantil (séries finais – jardim), ensino fundamental I e fundamental II (séries iniciais – 5º, 6º e7º anos).

14h15min – Guia de leitura: Contos de assombro, com Gelson Bini (Niterói/RJ)

Palestra-espetáculo voltada ao público infanto e juvenil. A atividade tem a proposta de formar novos leitores e promover a leitura deestórias fantásticas de autores consagrados como Edgar Allan Poe, Guy de Maupassant, H.P.Lovecraft, Murilo Rubiãoe Monteiro Lobato, pelo viés do suspense, do estranhamento e do inacreditável. Público recomendado: ​Alunos das séries finais do ensino fundamental II (7º, 8º e 9º anos) e ensino médio.

19h30min – Sesc Arte da Palavra – Circuito de Autores apresenta: “O comportamento humano em sua dimensão do sagrado e do profano”, com Reinaldo Moraes (SP) e Ivens Scaff (MT)

Uma conversa informal sobre as epifanias na vida e na criação literária. Moraes estreou na literatura em 1981 com o clássico instantâneo “Tanto Faz”, e publicou os romances “Abacaxi” e “Pornopopéia”. É também tradutor e roteirista de cinema e TV. Scaff é poeta, autor teatral, escritor infanto-juvenil, professor e médico. Publicou”Uma maneira simples de voar”, “O menino órfão e o menino rei” e “Asas de Ícaro: Versos de enamoramento e seus antônimos”. Público recomendado: ​acima de 14 anos.

22h – Término das atividades

6 de outubro de 2018 – Sábado

13h e 14h – Hora da contação Sesc: contação de histórias (Livre)

Traga sua família para esse momento de encantamento e magia, onde as histórias ganham vida.

15h – Conversa com trovadores da União Brasileira de Trovadores de Balneário Camboriú (SC)

16h – Bate-papo “O movimento pendular: entre a crônica e o conto”, com Luís Henrique Pellanda (Curitiba/PR)

O conto e a crônica: água e azeite ou água e vinho? De que maneira dialogam esses dois gêneros no espaço literário. Natural de Curitiba (PR), Pellanda é autor dos livros “O macaco ornamental” (conto) , “Nós passaremos em branco”(crônica), “Asa de sereia” (crônica) e “A fada sem cabeça” (conto). Organizador dos dois volumes da antologia “As melhores entrevistas do Rascunho”, foi editor do site de crônicas Vida Breve. Trabalhou nos jornais Gazeta do Povo e Primeira Hora e, na área literária, atua como jornalista, entrevistador, curador, mediador, resenhista e cronista em diversos eventos e veículos de todo o Brasil. Foi finalista do Prêmio Jabuti 2012 na Categoria Contos e Crônicas com o livro “Nós Passaremos em Branco”. Público recomendado: ​acima de 12 anos.

17h – Lançamento do livro “A fada sem cabeça”, de Luís Henrique Pellanda (PR)

18h – Bate-papo “Para além do masculino e do feminino”, com Fernanda Young (RJ)

Um debate franco com Fernanda Young, sobre seu último livro, “Pós-F.: Para além do masculino e do feminino”, e também sobre sua escrita para outras áreas, como televisão e teatro. Escritora, atriz, roteirista e apresentadora de televisão brasileira, Fernanda Young é conhecida por não ter papas na língua e pela ferrenha defesa aos direitos das mulheres. Com mais de 20 anos de carreira, ela é autora dos livros “Estragos”, “O Pau”, “A Louca Debaixo do Branco”, “O Efeito Urano” e “Dores do Amor Romântico”, entre outros. Apresentou entre 2006 e 2010 o programa “Irritando Fernanda Young” e foi roteirista das séries “A comédia da vida privada”, “Os Normais”, “Os Aspones”, “Surtadas na Yoga”, “Vade Retro” e “Edifício Paraíso” (exibido na GNT em 2017). Público recomendado: ​acima de 14 anos.

19h – Sessão de autógrafos do livro “Pós-F: Para além do masculino e do feminino” de Fernanda Young (RJ)

20h – Lançamento do livro “Entre os três, eu sou o quarto”, com Audo Morel (Itajaí/SC)

23h – Encerramento das atividades

7 de outubro de 2018 – Domingo

14h – Início das atividades

14h30min – Sarau livre (inscrições no local)

16h às 20h – Espaço catarina: lançamento de livros de autores catarinenses.

20h – Encerramento oficial da 3ª Feira do Livro de Balneário Camboriú


Programação especial do cinquentenário da Biblioteca Machado de Assis

A Biblioteca Pública Municipal Machado de Assis fica na Terceira Avenida, esquina com a rua 2500, Centro. No local acontece de 1º a 15 de outubro de 2018 a Mostra Literária Millôr Fernandes e Mostra Literária Alice no país das maravilhas.

1º de outubro – 14h – Literatura e memória, com João Chiodini (SC).

Uma conversa com o editor de livros e escritor João Chiodini sobre a utilização da memória e do esquecimento como elementos constitutivos da criação literária. Chiodini é autor de doze livros e, entre eles o livro “Os Abraços Perdidos”, eleito uma das melhores leituras de 2015 pelo Suplemento Pernambuco. Público recomendado: ​acima de 14 anos.

2 de outubro  – 14h – Encontro “Especial Vestibular: As fantasias eletivas em debate”, com Carlos Henrique Schroeder (SC) Autor do livro “As fantasias eletivas”, leitura indicada para os vestibulares UFSC/UDESC/ACAFE em 2016, UDESC e ACAFE em 2017 e ACAFE 2018 e 2019.

Schroeder abordará temas que permeiam seu livro, como solidão, fotografia, transexualidade, prostituição e precariedade. Um bate-papo informal com um dos mais instigantes escritores brasileiros contemporâneos. Schroeder partirá de sua formação como leitor e escritor para pensar as escolhas que fazemos em nossas vidas e suas relações de causa e efeito. Tem contos traduzidos para o inglês, alemão, espanhol e islandês. Destacam-se, ainda, as ações do escritor para a difusão do livro e da leitura no sul do país, pela qual recebeu a Medalha Cruz e Sousa do Governo do Estado de Santa Catarina. Público recomendado: ​acima de 14 anos.

3 de outubro – 19h – Palestra “Literatura, Experiência e Modernidade : a importância da leitura literária na formação do indivíduo “, com Gelson Bini (RJ).

Indicada para professores, bibliotecários, diretores, coordenadores, estudantes de pedagogia, magistério, letras e arte educação, essa conversa é uma verdadeira aula sobre mediação de conhecimento. Gelson Bini é mediador de leitura, narrador de histórias da oralidade e biblioterapeuta. É idealizador e assessor responsável pelo Projeto Guia de Leitura,selecionado durante 04 anos consecutivos (2011 a 2014) pelo Arteda Palavra do Sesc,percorrendo 22 cidades em todoo estadode Santa Catarina, e também já circulou no Arte da palavra Sesc Nacional. Público recomendado: ​estudantes universitários e professores.

4 de outubro – 15h – Palestra “Ponto de vista: palavra aberta”, com Nelson Pereira (SC).

Qual o cruzamento da literatura e do jornalismo? A crônica é realmente o espírito de um tempo? Um debate sobre o que há de real na ficção e o que há de falso no jornalismo. Nelson Pereira é administrador, escritor, membro do Conselho Editorial de O Correio do Povo, colunista de opinião e história e autor do livro de crônicas “A palavra aberta”. Público recomendado: ​acima de 12 anos.

5 de outubro  – 10h – Palestra “Ler e sonhar”, com Miriam de Almeida (SC)

“Menor que meu sonho não posso ser” já dizia o poeta Lindolf Bell. Quando as palavras e os sonhos se encontram? Um bate-papo informal sobre o poder da literatura na vida das pessoas. Miriam de Almeida é empresária, psicóloga, escritora e palestrante. Já foi presidente da Academia de Letras de Balneário Camboriú e é coordenadora da Feira do Livro de Balneário Camboriú. Público recomendado: ​acima de 10 anos.

Programação detalhada aqui.