A fiscalização da secretaria do Meio Ambiente (Semam) está retirando placas de propaganda que não estão de acordo com a legislação ou que não possuem autorização dos órgãos responsáveis.

O diretor do Departamento de Fiscalização da Semam, Edésio Pereira disse que na sexta-feira (8) três destas placas foram retiradas na Marginal Oeste, na entrada da cidade, porque não tinham autorização. A ação contou com apoio da Guarda Ambiental. As placas retiradas foram levadas para a secretaria de Obras.

“Esta é uma situação que vem crescendo muito na cidade. Nós vamos continuar fiscalizando para evitar abusos desse tipo”, avisou.

O secretário do Meio Ambiente Ike Gevaerd disse que a legislação municipal que trata desse assunto precisa ser readequada aos dias de hoje.

“Enquanto isto não acontecer, continua valendo o que temos e quem quiser instalar um outdoor ou similar deverá pedir autorização nas secretarias de Meio Ambiente e do Planejamento”.

No mar

Edésio Pereira contou que durante a semana foram retiradas algumas redes nas praias e a ação recebeu o apoio do Ibama.

“Também fiscalizamos um barco que estava nas proximidades de Laranjeiras. Nestas ações temos também o apoio da polícia militar ambiental do Estado durante a pesca da tainha. A fiscalização ambiental e a Guarda Ambiental vem realizando fiscalização não só na pesca da tainha como também nos mais diversos tipos de crimes ambientais.

O secretário Gevaerd informou que está finalizando os procedimentos para aluguel de uma lancha que atenda de forma correta e segura as necessidades do espaço marítimo, porque a lancha doada ao municipio anos atrás não oferece condições técnicas e de segurança, e sua documentação está irregular.

“Enquanto aguardamos a lancha, contamos com o apoio das embarcações do Ibama e da polícia ambiental militar”, concluiu o secretário.

Fonte: Página 3