Presidente do Conselho, Antonino Pasquini, Presidente da Acostamento, Rariton Pasquini e VP da Acostamento, Delton Batista;

A plataforma de gamificação Alcatéia é um aplicativo que promove a conexão do mercado da moda em todo o país com foco na loja do futuro. Doação de sangue e ações de voluntariado são alguns dos desafios para conquistar prêmios e serviços de parceiros como Uber e iFood.

Nesta primeira etapa, profissionais de mais de 5 mil lojas multimarcas do Brasil farão um intercâmbio de conteúdos sobre o setor na plataforma de gamificação chamada Rede Alcatéia.

O lançamento da plataforma foi na última semana durante a Academia Acostamento. O programa de capacitação continuada é também mais uma inovação no país criada pela grife, com apoio do Sebrae e Exact Sales, de Santa Catarina. O objetivo é agregar ainda mais valor a toda cadeia produtiva do mercado e à experiência de compra por parte do público.

A Alcateia, criada pela startup catarinense Inside the Box, possui um sistema de pontuação com critérios como acesso e compartilhamento de conteúdos, doação de sangue e trabalhos de impacto social. Os pontos acumulados podem, inclusive, ser doados às instituições de caridade. O nome do projeto faz referência ao lobo, ícone da marca, e simboliza a conexão que a Acostamento deseja promover entre o varejo de todo o Brasil.

“Vamos capacitar o mercado para esta transição ao futuro, que está chegando para todos e, claro, para a indústria da moda. Apostamos nas lojas multimarcas como a principal tendência, onde o público pode ter uma experiência de inovação e a vantagem de acessar diferentes opções em um só local”, explica o VP da Acostamento, Delton Batista.

Sobre os critérios de pontuação da Alcateia, o executivo explica que conteúdo só tem sentido se absorvido e compartilhado. Sobre as ações sociais como prerrogativa para pontuação, ele posiciona: “Somos a primeira marca do Brasil a envolver e incentivar toda uma comunidade de indústria, por meio da tecnologia, para fazer a diferença no mundo e tornar o seu entorno melhor”.

Como funciona – A plataforma de relacionamento totalmente gamificada utiliza a tecnologia OCR (Optical Character Recognition), o que possibilita o reconhecimento e conversão de imagens capturadas pela câmera do smartphone em dados. Para mensurar as atividades e desafios cumpridos, combina ao OCR uma tecnologia de machine learning que permite todo o monitoramento em tempo real e de maneira escalada.

O game possui desafios diários, que estão divididos em quatro grupos:

  1. Treinamento: onde os jogadores recebem orientações e conteúdos da Acostamento;
  2. Compartilhamento: aqui acontece o caminho inverso, onde os jogadores compartilham informações relevantes sobre o mercado. É neste grupo que entram as ações de voluntariado;
  3. Pesquisa: são enviadas perguntas ou questionários aos usuários, uma forma de avaliar resultados dos treinamentos, realizar pesquisas de satisfação e, até mesmo, de percepção da marca;
  4. Vendas: toda venda realizada é pontuada por meio da foto do ticket de compra. Além das vendas de rotina, o canal também é utilizado para compartilhamento de desafios e metas que podem agregar pontuações especiais.

A loja do futuro – Na apresentação da Alcateia, durante a Academia Acostamento, Delton antecipou alguns atributos da loja do futuro e que serão abordados na plataforma de gamificação. “Chamamos esta loja do futuro de omni impact selling, com ferramentas como espelho 4D, realidade aumentada, integração com o e-commerce, gamificação, indicação da loja por meio da geolocalização, clube e assinatura de roupas, customização digital de produtos e outras facilidades de ambientação virtual onde o principal objetivo é oferecer realmente um ponto de experiência ao público”.

Digital, artesanal e sustentável – O que também recebe espaço prioritário na gamificação e capacitação é o processo criativo, fator-chave na indústria da moda. E jamais deixará de ser, como explica Deva Ferrasini, diretor criativo da Acostamento: “Está em nosso DNA a cultura do processo artesanal em todas as ramificações da cadeia de desenvolvimento, que envolve o lado artístico da criação. Já nossa execução é inovadora, focada no digital e no ecossustentável. Temos como essência o trabalho artesanal aliado às ferramentas tecnológicas. Este é o grande diferencial da grife e nossa aposta como tendência para o mercado.”

Além de técnicas de exclusividade aplicadas aos produtos, Deva aponta formas sustentáveis na moda, como a reciclagem de garrafas pet, malhas ecossintéticas, fios, fibras e produtos – como a viscose e o linho -, que são de origem natural, o couro ecológico, entre outras categorias para se aplicar nesta transformação em direção ao futuro do mercado.

“Reaproveitamos mais de 70% da água no tratamento das fibras de algodão durante o processo de produção dos jeans e utilizamos alta tecnologia, como a recover, para dar mais elasticidade a esta categoria”, relaciona o estilista com exemplos de sustentabilidade e inovação.

Dentro da Academia e da Alcateia, vamos unir arte e ciência para apresentar tendências exclusivas, antevendo a moda que o consumidor ainda não espera, criando um novo relacionamento das lojas com o seu público e gerando valor de marca por meio da inovação”, finaliza Delton Batista.


Fonte: Larissa Linhares Comunicação.