Catarinense acredita na força dos atletas do país e vê boas chances de baixar das oito horas mais uma vez nesse domingo

Por Danilo Caboclo

Após vencer o Caixa Ironman 70.3 Florianópolis, em abril, o triatleta Igor Amorelli retorna nesse final de semana a capital catarinense em busca do bicampeonato no Caixa Ironman Brasil, prova que desafia os competidores nesse domingo (27) em 3.8 km de natação, 180.2 km de ciclismo e 42.2 km de corrida.

Campeão do evento em 2014 e único sul-americano a completar a distância em menos de oito horas até hoje, Igor prevê uma boa disputa entre os atletas do país pelo título da competição.

“Ao que tudo indica os brasileiros estão entre os favoritos para a prova desse ano e é normal que tenhamos uma pressão sobre nós, ainda mais por ser uma prova em nosso país. Além dessa pressão externa eu já tenho uma dentro de mim, e que é muito boa e me motiva ainda mais. Essa disputa entre brasileiros está sendo bem positiva para mim e me dando ainda mais vontade de entrar lá e dar o melhor”, avalia Igor.

Bem treinado, Igor atravessa um dos melhores momentos da carreira e espera fazer em Florianópolis outra excelente prova. Nas últimas quatro provas que disputou, o catarinense foi campeão de duas, Ironman 70.3 Miami (em outubro do ano passado) e Ironman 70.3 Florianópolis (abril desse ano), além de ter conquistado um vice-campeonato no Ironman 70.3 Bariloche (março de 2018) e o terceiro lugar no Ironman Mar del Plata (dezembro de 2017).

Ainda sobre a prova desse domingo, Igor afirma estar em ótima forma e acredita ser possível baixar das oito horas pela segunda vez na carreira. “Eu estou em uma fase muito bom e bem feliz como o ano está se encaminhando. Vou chegar muito bem em Florianópolis e ainda melhor em Kona. Ao que tudo indica teremos tempo bom no domingo e vejo que é possível baixar das oito horas de novo”, afirma o triatleta que em 2015 completou o Ironman Brasil em 7h59m36s.

Sobre o Ironman Brasil 2018:

Com largada programada para 6h45 desse domingo (27 de maio), em Jurerê Internacional, o Caixa Ironman Brasil 2018 reunirá 2.500 competidores de 44 países, recorde na história da franquia no país. Em sua 18ª oitava edição na capital catarinense, a prova promete ser bem disputada e com uma dinâmica bem peculiar, segundo Igor.

“Sempre estudo muito os adversários e nesse ano acho que os brasileiros serão os protagonistas. Temos alguns estrangeiros bons e será uma prova disputada. Acredito que não teremos grupos rodando juntos, será mais cada um por si, e, ao meu ver, assim é melhor”, completa.

Retrospecto de Igor Amorelli nas temporadas 2018/2017

Ironman 70.3 Bariloche (11 de março) – 2º colocado (2018)
Ironman 70.3 Florianópolis (22 de abril) – Campeão (2018)
—————————————————————————————
Ironman 70.3 Buenos Aires – (12 de março) – 3º colocado (2017)
Ironman 70.3 Oceanside (1º de abril) – Não completou (2017)
Ironman 70.3 Palmas (23 de abril) – Campeão (2017)
Ironman Florianópolis (28 de maio) – 3º colocado (2017)
Ironman 70.3 Equador (30 de julho) – Não completou (2017)
Ironman World Championship – Kona (14 de outubro) – 14º colocado (2017)
Ironman 70.3 Miami (22 de outubro) – Campeão (2017)
Ironman Mar del Plata (3 de dezembro) – 3º colocado (2017)

Igor Amorelli conta com os patrocínios da CPH Brasil, Mizuno, Red Bull, Woom e Argon18 e com o apoio da Oakley, Zipp, XTerra Wetsuites e CeramicaSpeed.

Fonte: Página 3