Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Josi entre as 32 melhores do mundo

Por Marlise Schneider Cezar

“Estou muito feliz de ter conseguido esta vaga, porque estar entre as 32 melhores equipes do mundo não é fácil, é por si só uma grande conquista”.

A afirmação é da jogadora Josi Alves, de Balneário Camboriú, única catarinense no Circuito Mundial de Vôlei de Praia, que nesta sexta-feira despediu-se da etapa 4 Estrelas, que está acontecendo em Itapema e termina domingo.

Ela que há um ano e meio forma dupla com a capixaba Lili Maestrini, explicou que para estar entre os melhores do mundo é preciso correr e jogar muito para pontuar no ranking, porque é ele quem selecionará as duplas no Mundial.

“Aqui em Itapema, diante da torcida de casa, fizemos três bons jogos. O primeiro classificou para a fase principal e os dois jogos seguintes perdemos, mas foram bons jogos, decididos nos detalhes. Jogar Mundial é assim, você só joga com os melhores e são os detalhes que acabam decidindo o jogo”, detalhou Josi.

A atleta lembrou que nos últimos cinco anos os países da Europa e da Ásia se tornaram potências na modalidade.

“Antigamente se falava em vôlei de praia, a referência eram o Brasil e os Estados Unidos. Hoje as campeãs olímpicas são alemãs. Então o vôlei de praia se tornou muito forte no mundo”, declarou Josi ao Página3.

No próximo dia 3, ela viaja para a China para jogar mais duas etapas do Circuito Mundial e depois segue para República Tcheca e Polônia, para novos compromissos no Mundial.

Os jogos

Lili e Josi seguem para etapa na China – Foto Cristiano Andujar

Na rodada desta sexta-feira, Josi/Lili precisavam da vitória para chegar à repescagem, mas as finlandesas Anniina Parkkinen e Taru Lahti-Liukkonen superaram as brasileiras, por 2 sets a 1 (24/22, 18/21 e 15/13). Esta foi a segunda derrota de Josi/Lili (na quinta-feira, a dupla perdeu para as norte-americanas Summer Ross e Sara Hughes), encerrando a participação. As finlandesas ficaram em terceiro lugar e disputarão a repescagem.

Além de Josi/Lili também foram eliminadas duas duplas masculinas na última rodada da fase de grupos nesta sexta-feira. Álvaro Filho/Saymon e Ramon Gomes/Fernando perderam e estão fora da competição.

Na disputa masculina, pelo grupo C, Ramon Gomes e Fernando (grupo C) desistiram de jogar contra os suíços Nico Beeler e Marco Krattiger, por problemas físicos. Assim a dupla da Suíça está garantida na repescagem. Com duas derrotas, Ramon Gomes e Fernando estão eliminados.

Álvaro Filho e Saymon (grupo H) pelo mesmo motivo (lesão) desistiu da partida contra os poloneses Kacper Kujawiak e Maciej Rudol. Os brasileiros desistiram do jogo no terceiro set e os poloneses passaram para a repescagem.

Quem segue

Depois do término da fase de grupos, Taiana Lima e Carol Horta são as únicas representantes do Brasil na fase de repescagem, em andamento. Após ficar em segundo lugar no grupo H, as brasileiras buscam vaga nas oitavas de final, enfrentando as holandesas Sanne Keizer e Madelein Meppelink, que terminaram em terceiro lugar no grupo G.

Os times brasileiros formados por Evandro/André, Vitor Felipe/Guto, Fernanda Berti/Bárbara Seixas, Maria Elisa/Carol Solberg e Ágatha/Duda estão garantidos nas oitavas de final por ficarem na primeira colocação em seus respectivos grupos.

Público

Até aqui o Brasil tem sete vitórias em 10 jogos e três duplas já garantidas às oitavas de final do torneio feminino. Além das estrelas em quadra, outro destaque que vem chamando atenção, principalmente dos jogadores, é o público numeroso que está comparecendo todos os dias na arena, montada pela construtora Pasqualotto, na Meia Praia.

Não há cobrança de ingresso e esta etapa brasileira acontece pela primeira vez em uma cidade da região sul do Brasil.

O torneio em Itapema é da categoria quatro estrelas, distribuindo 150 mil dólares aos atletas, com as duplas campeãs nos dois naipes recebendo 20 mil dólares e somando 800 pontos para o ranking, que define os campeões da temporada. As competições do tour são classificadas de uma a cinco com base nos pontos e na premiação que distribuem.

O Brasil recebeu em sua história 42 etapas no naipe masculino e 37 etapas no naipe feminino (a maioria realizadas simultaneamente) do Circuito Mundial de vôlei de praia. Esta é a primeira vez que uma cidade da região Sul do país recebe uma etapa do giro internacional.

As partidas serão exibidas ao vivo pelo canal SporTV a partir das semifinais, no sábado, e uma das finais contará com exibição da TV Globo no domingo de manhã.

Fonte: Página 3