Fabrício durante a votação do impeachment

Antes mesmo de tornar-se prefeito, Fabrício Oliveira, projetou seu nome e o de Balneário Camboriú por todo o país, porque ‘achou’ a melhor posição na votação do impeachment de Dilma.

Por Andréa Artigas

Em 17 de abril de 2016, todos os telejornais do país tinham como principal pauta o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Exaustivamente anunciada, a votação pela saída dela do comando do país, feita na Câmara dos Deputados, alcançou os picos de audiência, assim como acontece numa final de Copa do Mundo.

Cientes de que o olhar dos brasileiros estava voltado para o “sim ou não” os parlamentares caprichavam para se destacar em frente às câmeras nos poucos segundos dados a cada um para se manifestar sobre o voto.

Alguns tentaram chamar atenção com frases de efeito. Outros, fazendo uso de bandeiras ou acessórios esquisitos. Mas nenhum deles, brilhou mais que o “muso do impeachment”, um jovem deputado suplente que até então não havia se destacado por apresentar 12 projetos em quatro meses de mandato, mas que ganhou essa projeção sem falar nada, num local onde centenas de parlamentares gastavam o seu melhor português para impressionar.

Fabrício Oliveira, suplente, não votou. No entanto, a sua aparição insistente e concentrada por quase uma hora, ao lado do microfone da votação e na mira das lentes da Globo, trouxe a fama que muitos passam uma vida inteira perseguindo.

Segundo ele, tudo aconteceu por acaso. “Eu quis ficar ali acompanhando a votação ao lado dos Deputados pelo momento histórico, por tudo o que um impeachment representa para um país. Não foi uma ação de marketing ou estratégica como dizem alguns. Eu queria viver esse momento de perto e com a maior intensidade possível”, relembra o muso. Ele contou que estava com o celular sem bateria e só tomou conhecimento da fama quando religou o aparelho quase uma hora depois que estava em exposição.

No semblante, Fabrício passava seriedade e realmente demonstrava estar concentrado em cada manifestação. Ele não olhava em direção às câmeras, mas estava bem posicionado. “Quando fiquei sabendo por telefone que estava chamando atenção e movimentando as redes sociais em Balneário, sai do local”, disse.

Mas definitivamente, a presença bem alinhada dele passou longe de ser esquecida. Os grupos de whats da cidade passaram a replicar “memes” de todos os tipos. Ele foi chamado de Boy Magia, Muso e até mesmo comparado com o ator Michael J. Fox, do filme De Volta para o Futuro. Mas nem tudo eram flores.

Os que estavam com dor de cotovelo, disparavam piadas apelidando Fabrício de Papagaio de Pirata. “No início eu não gostei das brincadeiras, mas depois vi que isso causou uma curiosidade das pessoas a respeito de mim e do meu trabalho e isso acabou sendo muito importante para meus projetos. Minha rede social bombou e passei de cinco mil seguidores para 35 mil no instagram”, contou Fabrício.

Nos dias que se seguiram, muitos sites nacionais passaram a falar a história do atual prefeito. Todos instigados pela curiosidade para saber de quem era o rostinho bonito que roubou a cena de muitos parlamentares. Não foram poucos os veículos de imprensa nacionais que falaram sobre Fabrício. Até hoje em notícias que falam desse episódio, lá está ele no foco de novo.

Com tanta repercussão, o muso foi parar nos comentários de outros famosos como Jô Soares, Fátima Bernardes, Ana Maria Braga. Foi convidado para ir no Programa do Gugu. “Recusei porque estava receoso com toda essa repercussão, mas hoje vejo como um fato imprescindível porque abriu muitas portas”, finalizou Fabrício.

Fonte: Página 3